Entenda a importância da gestão das finanças em serviços de saúde - Açao Contabilidade

Blog

24 de agosto de 2020


Entenda a importância da gestão das finanças em serviços de saúde

Seja um centro hospitalar, uma unidade de pronto atendimento, um laboratório, um consultório, uma clínica ou qualquer outro empreendimento na área da saúde: todos precisam de uma gestão financeira estratégica e eficiente, que crie bases sólidas para o crescimento da empresa e minimize a ocorrência de erros que prejudicam a saúde econômica do negócio. Entretanto, muitas empresas do ramo são administradas por profissionais da saúde, cuja especialização não envolve conhecimentos de gestão contábil e financeira.

Estabelecer controle sobre o dinheiro da empresa pode ser um trabalho complexo, mas também essencial para delinear uma visão de longo alcance que permita decisões mais conscientes em relação ao futuro do negócio. Se você é gestor na área da saúde, entenda alguns dos pontos que fazem a gestão financeira ser tão importante na sua área de atuação:

INFRAESTRUTURA DE ALTO CUSTO

Macas, anestesias, materiais de esterilização, aparatos para raio-X… Serviços de saúde contam com máquinas e equipamentos tecnológicos, somados a uma ampla gama de medicamentos, compondo assim uma infraestrutura mais cara do que a maioria dos negócios precisa para seu funcionamento. Além disso, tanto o maquinário quanto as medicações estão em constante processo de aprimoramento para acompanhar a modernização da medicina, simbolizando um alto custo de manutenção aos empreendimentos do ramo.

Um controle organizado sobre o fluxo de caixa na área da saúde é essencial para delimitar, ainda que em números estimados, o capital de giro necessário para cobrir as despesas de uma infraestrutura moderna e de alta performance – e ainda projetar uma economia de segurança para reparos e substituições de equipamento não planejados, evitando qualquer prejuízo ao atendimento oferecido aos pacientes.

DIVERSIDADE DE RECURSOS HUMANOS

A equipe de uma empresa que presta serviços de saúde é bastante diversa: além dos médicos, existem enfermeiros, técnicos, assistentes, profissionais do setor administrativo e muitos outros, de acordo com o tamanho do empreendimento. Um quadro de funcionários que transita entre tantas especializações gera uma situação complexa para o gestor, que deve ficar atento às particularidades de cada categoria para se manter distante de indisposições trabalhistas. Parâmetros como piso salarial e modelos de contratação são específicos para cada categoria organizada de profissionais, exigindo do gestor um cuidado multidisciplinar.

A eficiência na gestão financeira e contábil protege os empreendedores de complicações futuras, mantendo a empresa sempre em conformidade com a lei.

DIFICULDADE NA PREVISÃO DE ATIVIDADES

A natureza dos serviços de saúde é dinâmica e imprevisível. É impossível estabelecer com exatidão quando um paciente receberá alta ou sofrerá agravamento do quadro, mesmo com estimativas baseadas em estudo e acompanhamento; ou ainda, quando uma cirurgia de emergência ou um paciente de alto risco farão parte das atividades diárias. Tais situações representam alto custo de operação e, como as demandas se alteram de um dia para o outro, há grande dificuldade em mensurar os insumos necessários ao funcionamento de um consultório, clínica ou centro médico.

O dinamismo dos serviços de saúde dificilmente será controlado sem o auxílio de um bom planejamento financeiro, que permita a elaboração de uma margem de segurança para cobrir despesas de caráter emergencial.

COMPLEXA ROTINA DE PAGAMENTOS

Empreendimentos do ramo da saúde enfrentam, ainda, uma situação complexa com relação aos pagamentos. Além dos índices de atraso e inadimplência (presentes em todos os setores, mas aqui agravados pelos serviços de alto custo), existe a questão do convênio com operadoras de saúde ou com o Sistema Único de Saúde (SUS). Nestes casos, o repasse do dinheiro pode levar de 60 a até 90 dias, enquanto os compromissos financeiros do estabelecimento não param de chegar (pagamento de funcionários, fornecedores, despesas de manutenção, compra de material, etc.).

Desfalques de recebimento podem ser gerenciados através de uma gestão financeira estratégica, que estabeleça mecanismos compensatórios ao fluxo de caixa para que a operação da empresa não seja comprometida em períodos de inadimplência.

Precisando de ajuda especializada para melhorar o controle das finanças na sua clínica ou consultório? A Ação Contabilidade tem experiência em assessoria contábil e financeira de empreendimentos na área da saúde, e nossa equipe está à disposição para encontrar as melhores soluções para o crescimento e evolução da sua empresa. Agora somos uma Contabilidade Digital e oferecemos a nossos clientes um atendimento mais rápido e personalizado! Conheça nossos serviços.

Deixe seu comentário

JUNTOS PODEMOS IR
MAIS LONGE!
FALE CONOSCO.

+55 (47) 3028-0201