Entrevista de emprego - Como conduzir da melhor forma? - Contabilidade em Joinville - Ação

Blog

20 de fevereiro de 2020


Entrevista de emprego – Como conduzir da melhor forma?

O crescimento de qualquer negócio leva à necessidade de ampliar a equipe. No caso das empresas pequenas, pode não haver um responsável pelo setor de Recursos Humanos e a função de recrutamento acaba caindo sobre o próprio empreendedor, que não necessariamente tem experiência para desempenhá-la. Do anúncio da vaga até a efetivação da contratação, são muitas etapas seletivas até chegar no candidato com as competências e experiências que sua empresa precisa. Conduzir a entrevista de maneira efetiva é a chave para reduzir riscos e montar o time que levará seu negócio ao sucesso.

Confira algumas dicas para condução de entrevistas de emprego para não tomar decisões embasadas em critérios duvidosos e garantir que sua empresa transmita profissionalismo e seriedade diante dos candidatos:

PREPARAÇÃO PRÉVIA

Quando o condutor da entrevista chega despreparado, as chances de uma contratação ineficiente acontecer são bem maiores. Invista no seu tempo de preparação pré-entrevistas: leia o CV de todos os candidatos atentamente, já identificando as áreas de maior interesse para a empresa e elaborando perguntas focadas nos atributos desejados. Se outros membros da empresa estiverem presentes na entrevista, certifique-se de que todos tiveram acesso prévio ao CV dos candidatos e informe-os anteriormente sobre o roteiro delimitado para a entrevista, evitando dispersões. Não esqueça de se preparar também como representante da empresa, elaborando uma apresentação que valorize os atributos da vaga ofertada de maneira transparente e sensata, sem exageros. A preparação também vale para o ambiente da entrevista, que deve ser confortável, limpo e livre de distrações externas. Não atenda ligações e evite interrupções de outros colaboradores durante a entrevista.

OBJETIVIDADE

Uma boa entrevista de emprego não dura nada além do necessário (em geral, resolve-se em 30 a 45 minutos). Tenha as perguntas principais estabelecidas antes de encontrar o candidato, e só prolongue o roteiro se surgirem questões importantes durante a conversa. É o candidato quem tem a vez para falar um pouco mais, não ocupe o tempo hábil desta reunião com histórias pessoais ou comentários desnecessários sobre o antigo profissional que ocupava a vaga. Permita que o candidato fale o quanto desejar, mas mantenha as rédeas da conversa nas suas mãos; linkar a resposta dada com a próxima pergunta é uma ótima maneira de evitar que o candidato se perca na ansiedade e acabe fugindo do foco da conversa.

LEVEZA

A entrevista de emprego é, por natureza, uma situação tensa para o entrevistado. O bom recrutador prevê este desconforto e se planeja para estabelecer um clima amigável e descontraído sem transmitir desleixo, para que o candidato sinta-se à vontade para responder às perguntas de maneira sincera e sem rodeios. A sensação de acolhimento tira o candidato da defensiva e deixa a conversa fluir com naturalidade, minimizando a insegurança de expôr valores e opiniões pessoais. Desta forma, você pode selecionar o candidato que melhor se enquadra no desempenho técnico e no perfil de posicionamento procurado pela sua empresa, evitando divergências futuras.

SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO

Uma ótima maneira de tomar decisões conscientes no momento de ampliar a equipe é estabelecer um sistema de classificação com base no perfil ideal para a vaga em aberto. Organize suas impressões dentro de critérios previamente estabelecidos, e no fim de cada entrevista terá uma ficha com a “pontuação” de cada candidato. Este método evita a comparação entre candidatos com base em critérios não profissionais, e reduz a tomada de decisão embasada por parâmetros preconceituosos do próprio entrevistador. Enquanto recrutador de profissionais, é necessário saber desvincular impressões pessoais e profissionais – é antiético e contraproducente descartar profissionais por “não ir com a cara” ou não simpatizar com o estilo das vestimentas (desde que adequadas para o cargo).

ANOTAÇÕES PARA DECISÃO

Não abra mão das anotações quando for conduzir entrevistas de emprego. Recomenda-se registrar as principais impressões a respeito das competências e traços de personalidade logo após a saída do candidato, quando a experiência da entrevista ainda está fresca na sua cabeça. Tais anotações são responsáveis por uma avaliação mais criteriosa na hora de selecionar o escolhido entre todos os candidatos, visto que todos terão pontos positivos e negativos. Ao finalizar a entrevista, não se esqueça de verificar se o entrevistado permanece com alguma dúvida sobre o cargo ou a empresa (a resposta pode revelar desinteresse ou falta de atenção aos assuntos conversados anteriormente). Informe-o sobre a data do resultado e, quando o dia chegar, dê um parecer em nome da empresa mesmo que não tenha sido o escolhido – afinal, todos os profissionais do processo seletivo dedicaram tempo e interesse ao seu negócio.

Sua empresa está crescendo e precisando de consultoria especializada na gestão de empresas em desenvolvimento? A Ação Contabilidade tem ampla experiência no aconselhamento de pequenas e médias empresas, juntos podemos construir um futuro seguro e próspero para seu negócio.

Deixe seu comentário

JUNTOS PODEMOS IR
MAIS LONGE!
FALE CONOSCO.

+55 (47) 3028-0201